domingo, 27 de abril de 2014

POEMA AO SOL



POEMA AO SOL


Sol!
 
 És um  astro tão brilhante
Que tanto me fascinas!
És  tão importante
Que muito me inspiras!
 
Sol!
 
És uma estrela linda
É própria a tua luz
 és sempre bem - vinda
e tudo em ti reluz!
 
Sol!
 
A tua luz é cintilante
E é tão cativante
Que muito nos fascina
E sempre nos ilumina!
 
Sol!
 
Sem ti não haveria qualquer vida
Dos seres vivos és fundamental
Todos te devem as tarefas nesta lida
Que para todos nós é fenomenal!
 
Hoje está um dia de Sol encantador
Até apetece ir  passear, alegremente
Pelos campos, sendo bem animador
Contemplar tanta beleza envolvente!
 
Até podemos ir   à praia que atrai
Com todo o gosto, alegria e prazer
E que muito nos anima e distrai
E, como o teu calor nos pode aquecer!
 
 
Sol!
 
Por vezes aqueces tão demasiado 
Que te tornas à saúde prejudicial
Mas, se tivermos o devido cuidado
Podemos muito bem, evitar esse mal!

Obrigada, meu Deus e Senhor
Pelo Sol resplandecente.
Mereces todo o nosso amor
Pela nossa estrela reluzente.
 
 
Gracinda Tavares Dias
 
 


 
 

sábado, 26 de abril de 2014

POEMA À CHUVA

POEMA À CHUVA
 
 
Chove na bela Natureza
Com abundante energia.
Tudo tem a sua beleza
E desperta certa alegria!
 
 
A água da chuva tem valor
Rega os campos formosos,
Deixando todos com amor
Por trabalhos  harmoniosos.

Foi Deus que tudo criou
E em tudo bem pensou
Pela nossa felicidade
Lhe devemos lealdade.
 
 
A chuva quando em demasia
Pode ser bastante prejudicial
e, assim no nosso dia a dia
tornar-se aborrecida, afinal!


 Pode provocar inundações,
a chuva, quando torrencial
Transmitindo-nos emoções
Por nos causar tanto mal!

Para tudo há solução
Deus é nosso amigo
Com todo o coração
Ele livra-nos do perigo.

Gracinda Tavares Dias 
 
 
 
 


sábado, 19 de abril de 2014

POEMA DE PÁSCOA em 2014

O meu ramo do Domingo de Ramos antes da bênção
Início da Semana Santa e preparação para a PÁSCOA
POEMA DE PÁSCOA


Mais uma festa a comemorar
e que devemos adorar
num memorável  e grande dia,
em que Jesus ressuscitou
dando-nos imensa alegria
o Senhor, que muito nos amou!

 
É tempo de solidariedade,
De darmos as mãos,
num abraço de lealdade,
como verdadeiros irmãos.

É tempo de perdoar
de se reconciliar
de agradecer
e de nunca esquecer
o sofrimento do Senhor
com todo o amor.

 É tempo de pedir perdão
de vivermos em união
de praticar mais caridade
mais amor e bondade.

 
Gracinda Tavares Dias

 




terça-feira, 15 de abril de 2014

REFLEXÃO SOBRE A VIDA


Declamando poesia do meu próprio livro, intitulado "Oferta de Tempo"
na Tertúlia de Poesia da Biblioteca Municipal de Proença, com o "Clube Sénior", do Concelho de Mação

FAZES-ME  FALTA (Na Biblioteca Municipal de Mação)


Aprendi da vida, que quem não te procura não sente a tua falta,
 e quem não sente a tua falta, não gosta de ti.
 Que a vida decide quem entra na tua vida,
 mas tu decides quem fica.
 Que a verdade dói apenas uma vez e que a mentira dói sempre.
 Por isso, valoriza quem te valoriza,
 e não trates com prioridade quem te trata como opção.
 Quem te magoa, faz-te forte.
 Quem te critica, faz-te importante.
 Quem te inveja, faz-te valioso.
 E às vezes é divertido saber que aqueles que te desejam o pior,
 têm de suportar ver-te acontecer o inverso, o melhor!

segunda-feira, 14 de abril de 2014

FESTA DO DOMINGO DE RAMOS

 

 

 

Ramos de oliveira e de alecrim, já benzidos no Domingo de Ramos

Ocidente

A celebração do Domingo de Ramos começa em uma capela ou igreja afastada de onde será rezada a Missa. Os ramos que os fiéis levam consigo são abençoados pelo sacerdote. Então, este proclama o Evangelho da entrada de Jesus em Jerusalém, e inicia-se a procissão com algumas orações próprias da festa, rumo à igreja principal ou matriz.
 Ao chegar onde será celebrada a missa solene, a festa muda de caráter, passando a celebrar a Paixão de Cristo. É narrado o Evangelho da Paixão, e segue a Liturgia Eucarística como de costume.
O sentido da festa do Domingo de Ramos tratar tanto da entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, e depois recordar a  sua Paixão, é que essas duas datas estão intensamente unidas. A Igreja recorda que o mesmo Cristo que foi aclamado como rei pela multidão no domingo, é crucificado sob o pedido da mesma multidão na sexta. Assim, o Domingo de Ramos é um resumo dos acontecimentos da Semana Santa e também a  sua solene abertura.
Em muitas igrejas, as folhas de palmeira são guardadas para serem queimadas na Quarta-feira de Cinzas do ano seguinte. A Igreja Católica considera as folhas abençoadas como sagradas.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

AS AMIZADES RESISTEM AO TEMPO

Eu e as minhas amigas de infância, em Mação
Vivíamos todas na mesma casa e estudávamos no mesmo colégio.
Era mesmo uma pura amizade, que espero nunca se perca.
 
 
 
Arranja tempo para a amizade porque ela é caminho de felicidade.
Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou descobriu um tesouro.
Quem não tem amigos verdadeiros vive num deserto árido e infecundo.

A amizade é como a saúde: nunca nos damos conta do seu verdadeiro valor até que a perdemos.
Um verdadeiro amigo é aquele que te aceita tal como és, compreende os teus fracassos e  acompanha-te nos teus êxitos e nos teus fracassos,  alegra-se com as tuas alegrias e entristece - se com as tuas tristezas e nunca te julga pelos teus erros.

terça-feira, 1 de abril de 2014

BISCOITOS


BISCOITOS

Ingredientes:...
8 ovos ;
250 g de açúcar ;
2,5 dl de azeite ;
500 g de farinha (aprox.) ; (Depende do tamanho dos ovos)
umas gotas de aguardente (uma colher de chá)
açúcar para polvilhar ;
Um pouco de limão (gotas)
1 saqueta de fermento químico (10gr)
1 Colher (de chá) de bicarbonato
 

CONFEÇÃO
 

Numa tigela batem-se os ovos, o açúcar, a aguardente e o azeite até se obter uma cor esbranquiçada, como se fosse pão-de-ló.
Adiciona-se a farinha (um pouco de cada vez) o fermento e o bicarbonato, batendo sempre com uma colher de pau.
A massa deve ficar de maneira a que os biscoitos não fiquem muito 'achatados'.
Pode por o forno a aquecer 200 graus,
Para tender os biscoitos precisa de de uma travessa de alumínio e duas colheres.
Para dar a forma aos biscoitos, com as duas colheres faz uma pequenas bolas que colocando no tabuleiro, (que deve estar bem quente e enfarinhado).
Polvilhar com um pouco de açúcar ou canela.
Meter no forno bem quente, durante 20 minutos